segunda-feira, 24 de abril de 2017

David, sempre o David

Eu: David, tens de praticar uma coisa que a professora disse, senão atrasas-te em relação aos teus colegas!


David: Eu sei fazer isso que a professora disse! Ela deve estar a confundir-me com outra pessoa...




...

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Mesa da Páscoa

Em casa dos meus pais, servia-se borrego (blhecc), por vezes porco também. Havia sempre pão de ló e queijo da serra, e as incontornáveis amêndoas.
Neste ano, na nossa mesa de Páscoa, o borrego não será convidado (ninguém gosta). Mas teremos bacalhau espiritual, sempre o pão de ló e as amêndoas e os ovos de chocolate.
Também teremos arroz doce, pavlova com morangos, e pães de queijo.
Já estou a babar!!!! Aiiii!!!

segunda-feira, 10 de abril de 2017

AH! AH! Apanhei-os!

Há um ditado que eu adoro: "Se Maomé não vai à montanha, vai a montanha a Maomé!"
E é nele que me inspiro, quando quero - e quero sempre - que os meus miúdos comam legumes.
Para que eles comam sopa, salada ou acompanhamento é sempre uma tragédia! Como contornei?
Aproveito os pratos que eles gostam - geralmente, com algum molho - e trituro tomate, cenoura, algumas verduras. Comem tudo e por vezes repetem!
Missão cumprida!

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Comportamentos de risco

O maior escravo é aquele que pensa que é livre.
E nunca esta nossa sociedade foi "tão livre". Basta pensar em como se insiste em ter comportamentos de risco, mesmo sabendo que as suas consequências estão aí e são graves!
O prazer domina-nos. Não dominamos o prazer.
Não somos livres. E estamos em negação.



quinta-feira, 30 de março de 2017

IKEA

Li algures  - não sei agora precisar onde - que a loja IKEA é a Disneylândia dos adultos.
Não podia concordar mais!

quarta-feira, 29 de março de 2017

Vendedor nato

David (num destes dias): Mãe, compras-me um gelado?
Eu: Um gelado, David? Está frio! E a esta hora da manhã?!
David: Mas o pai disse que podia!
Eu: Podes mas depois do almoço, não agora!




(pausa de uns minutos)


David (a tirar o casaco): Sabes, mãe, estou a sentir tanto calor que até já estou a tirar o casaco...Sabes o que ia agora mesmo bem?
Eu: O quê?
David: Um gelado...!

No aproveitar é que está o ganho (em todos os sentidos)!

A propósito deste post da Joana (já aqui disse que amo de paixão os blogues dela? Não? Pronto, digo agora então!), em casa também achamos um crime desperdiçar comida.
Ontem, fiz umas bifanas com puré de batata para o jantar. O chefe do clã esteve a trabalhar até tarde, resolveu ir ao McDonald's, pelo que sobrou carne.
O que fazer? Hoje, chego a casa, dou banhoca aos miúdos, e enfio-me na cozinha a fazer uma refeição de tacho. Corto os bifinhos que restaram de ontem, e junto-os a legumes estufados, tomate, e completo com esparguete (ou arroz).
É escusado eu falar em quantidades, porque faço tudo a olhómetro...