segunda-feira, 21 de maio de 2012

Da China

Creio que a maioria de nós tem os chineses como pessoas um pouco fechadas, de poucas falas e ainda menos sorrisos. Que não são muito virados para o cliente e se não fosse os preços baixos que praticam, dificilmente teriam freguesia nas suas lojas.
No bairro onde vivo, a quantidade de lojas chinesas é de tal ordem que mais parece que vivo numa Chinatown! Só na rua principal, estão duas lojas de roupa e uma de frutas e legumes!
E é nesta loja de frutas e legumes que encontramos uma rapariga chinesa que nada tem a ver com os outros que conhecemos: deve ser das pessoas mais alegres e comunicativas que conheço! Toda ela é uma festa, adora crianças e, cada vez que lá vou com os meus miúdos, ela oferece sempre qualquer coisa (um chupa, um cacho pequeno de uvas, alguns morangos, etc). Nada a ver com os das outras lojas, sempre silenciosos e aparentemente carrancudos.
Talvez por isso, ela tenha sempre a loja cheia.
Uma atitude positiva atrai sempre.

6 comentários:

  1. Acho que é uma defesa, são estranhos num país estranho, com uma língua estranha, e que muitos fugiram de uma realidade assustadora. Certamente com o passar do tempo aparecerão mais exemplos como a simpática da frutaria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Ah, sim, disso não tenho dúvidas!

      Eliminar
  2. Mas o que irrita mesmo nessas lojas é ter sempre alguém a seguir-me, tipo sombra...não, eu não vou roubar nada!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, lá está: não são virados para o cliente.

      Eliminar
    2. Também me acontece isso. Estão sempre desconfiados que possamos roubar alguma coisa.
      Estou como a Ana, se não fossem os preços baixos, que agora já nem são tão baixos assim, não tinham clientela.
      Mas eu não gosto do povo chinês. Nunca mais me esqueço de notícias que li, como um condutor que atropelou uma criança e porque os gastos médicos para com ela seriam superiores ao seu funeral, optou por matá-la.
      Ou como aquelas crianças que são atropeladas e deixadas ali mesmo a agonizar.
      Ou como os corredores da morte...
      Bem sei que não acontece só na China, mas penso mesmo que eles são frios, tal como demonstram pelo desprezo da vida humana.

      Eliminar
    3. Mas esta rapariga chinesa de que falo no post, é de uma simpatia...Nada a ver com todos os outros chineses que conheço. Nada mesmo! É daquelas que faz a festa, lança os foguetes e recolhe as canas!

      Eliminar